Sigmund Freud, precursor da Psicanálise e um dos grandes nomes da Psicologia, desenvolveu seu apanhado teórico ao criar suas técnicas terapêuticas salientando os atributos inconscientes, nos quais questões como: transferência, contratransferência, mecanismos de defesa e Interpretação dos sonhos ganham repercussão, sendo assim um dos maiores pensadores de toda a humanidade.

É através desse arcabouço de ideias e técnicas que seus pensamentos ganham cada vez mais notoriedade, se tornando então alvo de diversos estudos e debates nas mais diversas ciências.

01 – Existem momentos na vida da gente, em que as palavras perdem o sentido ou parecem inúteis, e, por mais que a gente pense numa forma de empregá-las elas parecem não servir. Então a gente não diz, apenas sente.

02 – Quando a dor de não estar vivendo for maior que o medo da mudança, a pessoa muda.

03 – O caráter de um homem é formado pelas pessoas que escolheu para conviver.

04 – Estar apaixonado é estar mais próximo da insanidade do que da razão.

05 – A felicidade é um problema individual. Aqui, nenhum conselho é válido. Cada um deve procurar, por si, tornar-se feliz.

06 – A Psicanálise é, em essência, uma cura pelo amor.

07 – A ciência moderna ainda não produziu um medicamento tranquilizador tão eficaz como o são umas poucas palavras boas.

08 – Nós poderíamos ser muito melhores se não quiséssemos ser tão bons.

09 – Cada pessoa é um abismo. Dá vertigem olhar dentro delas.

10 – Só a experiência própria é capaz de tornar sábio o ser humano.

11 – De erro em erro, vai-se descobrindo toda a verdade.

12 – O sonho representa a realização de um desejo.

13 – Quem não ama adoece!

14 – Não me cabe conceber nenhuma necessidade tão importante durante a infância de uma pessoa que a necessidade de sentir-se protegido por um pai.

15 – A humanidade progride. Hoje queimam meus livros, séculos atrás teriam queimado a mim.

 

Compartilhar
Graduanda em Psicologia pela FSP- Faculdade Sudoeste Paulista, apaixonada por religião e afins, vidrada na saga Star Wars, amante de séries e literatura brasileira. Nas horas vagas toca piano e arranha no violão, além de tentar verse leva algum talento na escrita.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Insira seu nome aqui