A autossabotagem é um comportamento destrutivo que leva a pessoa a não se achar merecedora de suas conquistas. O sabotador interno é aquela porção rebelde da mente que tenta sair da casa dos pais, mas quer continuar vivendo de mesada. O famoso rebelde sem causa aparente, se revolta com tudo e com todos à sua volta, sempre quer ser o dono da verdade.

Toda vez que uma obrigação é colocada na sua frente, o menino birrento vai dar as costas e fazer cara de durão para não realizar os procedimentos que o levariam a conquistar suas metas. Este tipo de pessoa busca nos vícios na bebida ou do cigarro, uma fuga para seus problemas.

A autossabotagem de quem se acha espertinho pode atrasar sua tarefa simplesmente por acreditar que é inaceitável executar uma demanda vinda de outra pessoa, não está disposto a seguir regras, nem a cumprir ordens, foge da autorresponsabilidade em suas vidas.

Por isso, os livros de autoajuda costumam não funcionar: eles partem do pressuposto que o leitor, que muitas vezes precisa de soluções bastante primárias, está em condições de mudar seus comportamentos de maneira brusca.

Quando a pessoa adota o hábito da autossabotagem, não sabe como gerenciar sua produtividade está emocionalmente vulnerável. Assim, utiliza a autossabotagem como uma maneira de justificar seu fracasso, passando a dar desculpas pela preguiça, arrogância e soberba.

  1. A preguiça pode ser definida como a aversão ao trabalho, lentidão e acomodação, popularmente é conhecida como a chave da pobreza. Quem exerce esse comportamento não pode se tornar um líder, porque não está disposto a sair de sua zona de conforto e pagar o preço pelo seu sucesso. Por meio do trabalho o homem gera meios que permitem sustentar-se, manter sua família e contribuir com a sociedade.
  2. A arrogância é um sentimento negativo, marcado pela intenção de demonstrar superioridade diante do outro. Por isso os sujeitos arrogantes, tentam se sentir superiores aos demais, esse comportamento leva ao afastamento das pessoas que o amam, provavelmente terminará sua vida sozinho.
  3. A soberba precede a ruína e a altivez do espírito e a queda. De todos os vícios que o ser humano adquiriu a soberba é considerada a mãe dos demais. Portanto, não se sinta superior ao seu próximo, pois cada pessoa pode saber mais do que você sobre outro assunto e é exatamente nesse sentido que você precisa aprender com o outro.

Ninguém vai longe se não com humildade e prudência. Enfim, quem é soberbo não será provido de sabedoria, pois nunca aceitará a opinião sincera do seu semelhante por achar que sempre está com a razão, que suas opiniões se destacam diante dos demais.

Quando ficamos tempo sem fazer exercícios físicos nossos músculos ficam flácidos. O mesmo ocorre com nossa vida espiritual. Ela é fortificada pela a oração e pela meditação, por fazer o bem primeiro a si próprio e depois às pessoas que estão sobre nossos cuidados.

A vida espiritual de quem tem fé em Deus (independente de religião) é exercitada constantemente contra os vícios. As boas obras não se resumem a ajudar aos pobres. Cuidar de nossa vida interior faz parte desse exercício e quem não se cuida pagará muito caro pelo desequilíbrio emocional que passa a interferir nos seus relacionamentos pessoais e profissionais.

Portanto, “pare de se sabotar e dê a volta por cima”, entenda que só você pode mudar sua vida e que a autossabotagem prejudica o seu sucesso, por não se achar merecedor dos elogios ou prêmios que recebeu durante a sua trajetória de vida, sempre que receber um presente ou coisa semelhante diga para si próprio, “Eu mereço”, isto provoca um sentimento fortalecedor que vai contribuir para o seu sucesso de forma duradoura.

Esta é a hora de buscar dentro de você as respostas para os seus problemas e usar a seu favor os conhecimentos que foram transmitidos por meio do processo do Perdão sem Lágrimas, espero ter ajudado você a colocar sua preguiça, arrogância e soberba fora do seu convívio social.

Procure ter foco no que é prioritário para conquistar suas metas de forma extraordinária, busque novos conhecimentos, faça suas escolhas e tome suas próprias decisões, adote uma agenda programada, daí você passa a ser mais produtivo e transformará seus sonhos em realizações. Repita para si mesmo: Se você pode, eu também posso! Mudança começa rápido, aconteceu.

Autor: Neves Batista

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here