A Capacidade de Superar Adversidades

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Cada pessoa reage às situações de uma determinada forma. Um mesmo evento terá diferentes respostas conforme for o número de pessoas por ele atingida. Isso porque cada indivíduo tem sua história, seus traços de personalidade e está inserido em um contexto social específico, fazendo com que tenha uma interpretação singular do evento. Por que há pessoas que são fascinadas por cães enquanto outras têm aversão? Entre outros motivos, uma pode ter aprendido que cães são amigos, enquanto a segunda talvez tenha tido uma experiência ruim com cachorros e, com isso, tenha desenvolvido crenças negativas a respeito, passando por sua mente pensamentos como “ele vai me morder” e “preciso fugir”. Podemos perceber essas diferenças em qualquer situação, com qualquer pessoa.

Terapia Cognitivo-Comportamental

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) baseia o seu tratamento na avaliação, identificação e reestruturação de pensamentos e crenças disfuncionais, distorcidas – aquelas ideias que temos, mas que não correspondem necessariamente à realidade – focando também na resolução de problemas e no treinamento de estratégias de enfrentamento mais adaptativas, mais saudáveis. Ela parte do pressuposto de que as reações comportamentais, fisiológicas e emocionais do indivíduo decorrem das interpretações que este faz de uma determinada situação. Estas crenças desenvolvem-se nos primeiros estágios da vida e, por serem profundas, não nos damos conta delas ou as temos como verdades absolutas. O enfoque desta terapia é no eixo pensamento – emoção – comportamento: ou seja, um pensamento faz com que tenhamos uma emoção específica, e esta nos guia para que apresentemos um determinado comportamento.

Para a TCC, a atividade cognitiva pode ser monitorada e alterada, promovendo mudanças comportamentais e emocionais duradouras, especialmente diante de situações adversas – podemos identificar pensamentos distorcidos e aprender comportamentos que não nos eram habituais. Uma adversidade pode ir desde uma discussão com o chefe até a perda de um ente querido. Frente a uma dificuldade, existem indivíduos que, por não saberem lidar com ela de forma saudável, podem desenvolver um quadro de estresse, isolamento social e até mesmo depressão. No entanto, observamos que outros, após passarem por situações extremamente difíceis, conseguem superar as consequências destas, muitas vezes saindo ainda mais fortalecidos e preparados para enfrentar novos obstáculos.

Resiliência X Terapia Cognitivo Comportamental

Chamamos de resiliência essa forma positiva de resolver, ou lidar, com um problema. A resiliência significa superação, ou adaptação, diante de uma dificuldade considerada como um risco, e a possibilidade de construção de novos caminhos de vida a partir do enfrentamento de situações estressantes e/ou traumáticas. A observação de como os indivíduos superam a adversidade ajuda a identificar possibilidades para a ação preventiva. Dentre as características psicológicas dos indivíduos caracterizados como resilientes encontramos, dentre outras: busca de informações; formação e utilização de relacionamentos; identificação de pensamentos distorcidos; otimismo e esperança; postura ativa e racional; habilidade de ver que os obstáculos podem ser superados; e ampla gama de interesses e objetivos, que levam a uma maior variedade de estratégias e habilidades. A Psicologia tem questionado se há uma forma de promover a resiliência nos indivíduos, aumentando, desse modo, a sua capacidade de superação de adversidades e prevenindo psicopatologias.

Para caracterizar um sujeito como resiliente é necessário que este tenha vivido uma situação de risco. A percepção, a interpretação e o sentido atribuídos ao evento estressor é que irão classificar a situação como adversa ou negativa. Por essa razão, um evento pode ser enfrentado como perigoso por um indivíduo e para outro ser apenas um desafio. Por isso, a terapia não deve ser focada unicamente na “patologia” apresentada pelo paciente, mas deve igualmente destacar suas virtudes e fortalecer aquelas qualidades ainda não plenamente desenvolvidas.

TCC e Psicologia Positiva 

Por isso, além da TCC, é importante que seja trabalhada a Psicologia Positiva, que é um movimento que advoga uma visão mais ampla da experiência humana, o que inclui a compreensão das forças individuais, dos talentos e das virtudes, compreendendo a adaptação positiva do ser humano e seu crescimento.

Tratamento

Dessa forma, o tratamento não deve se restringir apenas a “consertar o que está quebrado”, mas em nutrir o que há de melhor. Acredita-se que, compreendendo os recursos e as forças humanas, seria possível prevenir ou diminuir o dano da doença e do estresse. Além das técnicas cognitivas, trabalhamos também as técnicas comportamentais. O treinamento de habilidades sociais, as técnicas de relaxamento, de manejo do estresse e os métodos para o aumento da autoestima aparecem como importantes técnicas no processo de promoção de resiliência. O objetivo é sempre fazer com que os pacientes enfrentem mais eficazmente suas emoções negativas e situações estressantes, para aumentar a capacidade de percepção dos aspectos positivos em sua vida diária, apesar das situações adversas.

Por Carla Telles

Deixe um comentário

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui