Como o ronco pode afetar a vida do casal

0
6
A princípio o ronco pode parecer um problema pequeno para afetar o relacionamento de um casal, mas isso só é pensado por quem obviamente não precisa conviver com este distúrbio terrível. Apesar de geralmente afetar os homens, é possível que este ressonar aconteça com as mulheres, e de qualquer forma é algo muito desconfortável. Ao invés de ter uma noite tranquila de sono com a pessoa que se ama, o ronco atrapalha tudo, transformando um período que poderia ser de carinho em um verdadeiro inferno.
 
O ronco pode ter diversas causas, algumas mais comuns e outras nem tanto. Um dos fatores de risco para que o distúrbio aconteça é estar acima do peso, portanto é essencial para a saúde ter uma alimentação saudável e principalmente combinar isto com a prática frequente de exercícios físicos. Entre outras possíveis causas estão, alergias, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, o uso de remédios que causam relaxamento muscular e até mesmo a posição em que se dorme.
 
 Mesmo que para muita gente o ronco pode ser algo esporádico, para milhões de outras é algo constante em sua rotina, afetando quase o dobro de pessoas, sendo que estas possuem namorado(a), esposa(o). Este distúrbio pode causar problemas no relacionamento quando atrapalha o sono do companheiro de não ronco. Com isso, é grande a chance de nenhum dos dois conseguir descansar apropriadamente e o resultado pode ser um casal irritado e de mau humor durante a rotina.
 
Da mesma forma, a falta de sono pode dificultar a relação com outras pessoas como amigos e membros da família, pois quem não está suficientemente descansado pode acabar descontando a frustração em quem é mais próximo. Além disso, para o casal, o ronco de um que impossibilita ou atrapalha o sono do outro pode ter como consequência a ida do roncador, geralmente, para dormir em outro cômodo da casa, quarto de hóspedes ou até mesmo o sofá da sala. Se isso acontece, se torna bem mais difícil manter uma vida sexual ativa.
 
Em casos mais graves, a rotina se torna tão desgastante devido ao pouco sono diariamente que isso leva a brigas constantes que invariavelmente levam ao término do relacionamento. Para que isso não ocorra é muito importante procurar alternativas que diminuam a frequência com que o ronco aconteça ou até mesmo acabar definitivamente com o problema. Procurar ajuda médica é fundamental para que o ronco não se torne prejudicial para sua saúde e sua vida.

Como parar de roncar a noite?

Atividade Física. A prática de atividade física tem efeito terapêutico contra a apneia. Ela auxilia na diminuição de peso, que está muito associado ao ronco, além de melhorar a qualidade do sono. Especialistas comprovam também que a prática de atividades ajuda na diminuição dos problemas típicos da apneia como a melhora na sonolência diurna e no humor.

Postura. Evitar dormir na posição de barriga para cima. Virar várias vezes na noite de um lado para outro ajuda a amenizar o barulho. O excesso de álcool também tem grande influencia por estimular o estreitamento da garganta.

Uso de CPAP e Cirurgia. CPAP é uma sigla em inglês para um aparelho que permite que a pessoa respire normalmente durante o sono. Ele é indicado em casos que não são resolvidos com as mudanças de hábito. Já a cirurgia é indicada nos defeitos anatômicos como carne esponjosa ou estreitamento anormal da garganta. Com a ajuda de exames podem ser solucionadas várias situações na cirurgia

Deixe uma resposta