Difícil é escrever sobre si.
Conhecer todas as suas instâncias
E ainda tentar te rimar no fim.
Tentar decifrar cada um dos meus trejeitos,
cada parte do que eu quero que vejam
e esconder todas aquelas
que um dia já brinquei de não existir.
Difícil é colocar em palavras
O que você mesmo não sabe
O que você mesmo quer
Que aqueles outros olhos te fale.
Escrever pros outros
Dos outros
Com os outros… moleza!
Autoconhecimento
Nessa corrida de quem
Mais tempo não tem
É sim, só um lamento!
Só acrescento:
Nunca com o melhor corpo
Nunca com o melhor sorriso
Nunca com o melhor
Mas a melhor
Pra ela só!

SHARE

Estudante de Psicologia. 19 primaveras, mas nasceu no verão. O que suas 4 tatuagens não tem de tamanho, tem de significado. Criou seu próprio apelido. Apaixonada pelo real conceito de feminismo. Resolveu escrever uns versos pra melhor amiga e acabou aqui. Tem um diário na mão. E ambições no coração.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here