dependencia emocional

A dependência emocional é um estado psicológico que se manifesta nas relações sociais. Estas relações se caracterizam por serem instáveis, destrutivas e marcadas por um forte desequilíbrio, onde o dependente se submete e idealiza ao outro. Neste artigo nos centraremos na dependência emocional em relação ao parceiro.

Para a pessoa dependente, esta situação afeta de forma negativa a sua autoestima e a sua saúde física e/ou mental. Mas apesar do mal estar e do sofrimento que a relação lhes causa, se sentem incapazes de terminar a relação.

Características de uma pessoa dependente

  • ·         Baixa autoestima
  • ·         Medo da solidão
  • ·         Estado de ânimo disfórico (pensamentos e sentimentos negativos)
  • ·         Preferir seu parceiro aos demais
  • ·         Eleição frequente de parceiros egoístas, presunçosos e hostis
  • ·         Necessidade de acesso contínuo ao parceiro
  • ·         Autoanulação (renunciar a ser ele mesmo, com a finalidade de agradar)
  • ·         Desejos de exclusividade
  • ·         Necessidade de agradar (preocupação com as críticas e a rejeição)
  • ·         Déficit de habilidades sociais (baixa assertividade)
  • ·         Ocupar um papel inferior no relacionamento amoroso

dependencia emocional

A dependência emocional se converte em um problema quando a pessoa pretende preencher o vazio da sua vida com o seu parceiro ou com parceiros repetidos, quando deixa de ter objetivos e se concentra única e exclusivamente na relação.

A dependência emocional recebe uma larga lista de denominações na literatura científica e de autoajuda(apego afetivo, adição ao amor, dependência sentimental, transtorno de personalidade dependente…). Porém, muito além da nomenclatura, o que interessa é como eliminar ou diminuir a dependência emocional.

Reconheça o problema para melhorar a sua qualidade de vida

  • ·         Reforce sua autoestima
  • ·         Aprenda a estar só
  • ·         Potencie sua autonomia
  • ·         Não deixe de lado as suas amizades
  • ·         Tome suas próprias decisões

Faça uma lista das coisas que lhe prejudicavam ou tem feito por teu parceiro (você terá noção realmente do sofrimento a que estava exposto)

Fonte: http://descubrelapsicologia.com

 

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here