Depressão é a doença mais frequente na adolescência

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Por vários anos acreditou-se que assim como as crianças, os adolescentes não eram afetados pela Depressão, pois, de forma suposta, essa faixa etária não passava por situações de problemas vivenciais. Já que se pensava que a Depressão era uma resposta exclusivamente emocional para a questão existencial, logo, aqueles que não enfrentavam problemas não poderiam ter Depressão.

Nos dias atuais sabe-se que os adolescentes se mostram tão fáceis de passar pela Depressão quanto os indivíduos adultos, apontando desta forma que essa perturbação precisa ser vista de maneira séria e em todos os grupos etários. Tal doença pode intervir de forma significativa no cotidiano, nas relações em sociedade e ainda no modo de vida geral do adolescente, até mesmo chegando ao ponto de suicídio. Quase todos, sejam idosos ou jovens, conhecem sentimentos passageiros de tristeza nalguma etapa da vida.

Tais sentimentos estão atrelados à existência e tendem a sumir sem que seja necessário algum tipo de tratamento. Esse episódio não é reconhecido como Depressão e sim uma tristeza. Quando se fala em “Depressão”, fala-se de um transtorno que apresenta sintomas específicos, com gravidade e duração suficiente para afetar gravemente a habilidade de uma pessoa ter uma vivencia normal.

De acordo com os especialistas, a Depressão aparece quase sempre num primeiro momento entre a idade de 15 e 19 anos. Existem várias tentativas de se buscar uma definição para a adolescência, ainda que não sejam todas as sociedades que concebam este conceito. Cada povo tem uma concepção formada de adolescência, fundando-se nas diferentes idades sempre, para delimitar esta fase. Em nosso país, o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) delimita esta fase usando a faixa etária que vai dos 13 aos 18 anos de idade.

A puberdade conta com um universal aspecto biológico, informada pelas alterações visíveis, o surgimento de pelos auxiliares, pubianos, ou torácicos, a ampliação da massa corporal, evolução peniana, desenvolvimento das mamas, menstruação, dentre outras. Estas modificações físicas tendem a caracterizar a puberdade, que nesta situação seria uma condição da natureza ou biológica.

OMS recolheu dados em 109 países e divulgou relatório onde diz que o mundo não dedica atenção à saúde dos jovens.

A depressão é a principal causa de doença e de inaptidão entre os adolescentes com idades entre 10 e 19 anos, anunciou a Organização Mundial da Saúde (OMS) em um documento que destaca que os três principais motivos de morte no mundo nesta faixa de idade: acidentes de trânsito, a Aids e o suicídio. Em 2012, 1,3 milhão de adolescentes morreram no mundo.

Esta é a primeira vez que a agência das Nações Unidas publica um relatório completo sobre os problemas de saúde dos adolescentes. Para elaborar o documento, a organização utilizou dados fornecidos por 109 países.

Os problemas nesta faixa de idade estão relacionados, com o cigarro, o consumo de drogas e bebidas alcoólicas, a Aids, os transtornos mentais, a nutrição, a sexualidade e a violência. “O mundo não dedica atenção suficiente à saúde dos adolescentes”, declarou a médica Flavia Bustreo, subdiretora geral para a saúde das mulheres e das crianças na OMS.

Os homens sofrem mais acidentes de trânsito que as mulheres, com uma taxa de mortalidade três vezes superior. A morte durante o parto é a segunda maior causa de mortalidade entre as jovens com idades entre 15 e 19 anos, depois do suicídio, segundo a OMS.

Entre 10 e 14 anos, a diarreia e as infecções pulmonares representam a segunda e quarta causas de falecimento. O documento destaca ainda que pelo menos um adolescente em cada quatro não realizam exercícios físicos suficientes, pelo menos uma hora por dia, e que em alguns países um em cada três é obeso.

Deixe um comentário

Por favor, escreva seu comentário
Digite seu nome aqui