Uma decisão pra ser tomada,
Não adianta ser aconselhada,
Orientada,
Falada,
Mandada,
Pedida,
Se não for sentida no fundo do coração.

Tem que sair de nós,
Por nós,
Pra nós.

Não existe uma receita,
Um tempo,
A gente sente quando é o momento.

É depois de esperar,
Sofrer,
Chorar,
Se perguntar,
Se lamentar,
Desabafar.

Até a hora chegar.

E ela chega.
Claro que chega.
Sempre chega.

E chegou pra mim!

Uma hora o coração cansa,
e a razão alcança qual é a melhor saída.

A saída é a vida.
Viver e não esperar.
Acreditar, mas não se iludir.
Enxergar quando é a hora de partir.

Você foi e eu fiquei aqui.

Esperando,
Calculando,
Acreditando,
Me perguntando
Me iludindo!

Dei o seu tempo,
Mas precisei do meu,
Pra, enfim, acordar,
Enxergar e me decidir.

O Tempo passou
E o meu Tempo chegou.

Chegou até aqui!

Cansei de te esperar,
Agora, sou eu quem vou partir.

Compartilhar
Renata Galbine
Paulistana, 30 anos, virginiana e, sim, acredito em Signos e tenho muito do meu em mim. Desde muito nova, gosto e tenho facilidade em escrever. Escrevo sobre tudo aquilo que me inspira. A Renata, é uma mistura de letras e músicas. Amo dançar. Intensa. Sentimental. Quase que uma Bomba Relógio. Praticamente, um campo minado que é necessário tomar cuidado a cada passo que der.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Insira seu nome aqui