Possivelmente, muitas pessoas, assim como eu, certamente muitas vezes fica indignado ao ver o comportamento adotado hoje pelas crianças e jovens com seus pais. É bem fácil você ver em uma loja ou supermercado, por exemplo, uma criança fazendo um escândalo por querer alguma coisa que os pais não querem dar e pensar: no meu tempo se eu fizesse algo parecido iria apanhar de ficar de cama uma semana. O pior é que esse comportamento tem sido levado também para as escolas, gerando jovens sem o menor respeito por seus professores e demais colegas.

Antigamente os jovens, por receio e vergonha de pedir aos pais tentavam saciar suas curiosidades com amigos, ou na escola com alunos mais velhos, assim foi comigo e certamente com muitas pessoas. Hoje em dia temos uma safra de pais bem informados, com pensamentos diferentes, mas ainda assim a maioria dos jovens prefere matar a curiosidade longe dos olhos dos pais, os meios de comunicação de massa tem facilitado isso, com a internet temos uma explosão de informações de todo tipo. Essa evolução tecnológica tem afastado cada vez mais as pessoas uma das outras. Com o fácil acesso a qualquer tipo de informação os pais vão cada vez mais perdendo seu espaço de educadores dos filhos, e muitos acham mais fácil, já que essa loucura da vida moderna tem exigido cada vez mais de nós.

É muito comum hoje em dia uma família onde marido e esposa trabalham em período integral. Quando eu era criança minha mãe não trabalhava. Para ela era fácil verificar o tempo todo se eu estava fazendo algo que não devia e me repreender imediatamente, hoje, ao contrario pode-se observar que as coisas não funcionam mais dessa forma. Por não terem tanto tempo para ficarem junto aos seus filhos, esses pais que trabalham o dia todo acabam por satisfazer todas as vontades dos filhos, mimando eles demais, essa falta de limites tem deixado os pais com falta de autoridade sobre seus filhos, e tem gerado filhos que acabam por mandar nos próprios pais.

A sociedade tinha uma hierarquia estilo pirâmide, e no topo estava Deus, seguindo do papa, do pai e assim por diante, e agora a sociedade é vista como uma rede, onde qualquer um pode questionar e dar sua opinião, onde não existem mais verdades absolutas.

Os jovens não vêem mais seus pais como um ser superior a eles, pais são vistos como pessoas normais, podendo ser questionados e contrariados a qualquer momento, por isso devemos estar atento a essa nova tendência, não devemos tentar nos colocar de forma autoritária como faziam nossos pais ou avós, nem tão pouco devemos agir como se fôssemos um amigo mais velho, afinal “pai é pai, e não amigo”.

Devemos conquistar a confiança deles para que eles aprendam a nos respeitar por nossas ações e não por medo como acontecia no passado. Devemos impor limites, e não tapar os olhos, nem acobertar nossos filhos quando eles cometem uma falha, senão estaremos fadados a criar uma sociedade onde os jovens é que impõem seus limites e não a família.

Autor: Leandro Zanon

SHARE
Notícia anteriorCriança mimada é falta de educação, sim. E a culpa é dos pais.
Próxima notíciaCriança Mimada, O que Fazer?
Coordenador de TI e Psicólogo. Resolveu estudar psicologia porque queria entender melhor a mente das pessoas, e embora tenha se decepcionado um pouco com algumas coisas que apreendeu ainda acredita no poder de amar e evoluir do ser humano. Idealizador do Pensamento Líquido. Apaixonado por filmes de terror, seriados, anime e mangás e livros de aventura. Não dispensa uma boa comida e bebida na companhia de amigos, especialmente se for pra curtir um bom e velho rock n roll. Para saber mais sobre mim... compre um vinho, pegue um ônibus e venha até a minha casa filosofar sobre a vida.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here