A frequência da atividade sexual está diretamente ligada à felicidade dos idosos, sugere estudo divulgado durante o Encontro Anual da Sociedade Americana de Gerontologia. Segundo a pesquisa, quanto mais ativa a vida sexual dos mais velhos, maiores são os níveis de bem-estar na vida e felicidade no casamento.

O levantamento considerou as respostas de 238 pessoas com mais de 65 anos de idade. Elas foram questionadas sobre a frequência da atividade sexual , níveis de felicidade, situação financeira e de saúde. Os resultados mostraram que vida sexual ativa estava diretamente ligada à felicidade conjugal de ambos os sexos.

De acordo com os dados, 60% dos idosos que faziam sexo mais de uma vez por mês se classificaram como “muito felizes”, em comparação com 40% dos indivíduos que não tinham tido relação sexual nos últimos 12 meses. Ao serem questionados sobre a felicidade no casamento, 80% daqueles que faziam sexo com mais frequência disseram que estavam extremamente felizes – contra 59% dos que não tinham vida sexual ativa.

“Ao destacarmos a relação entre sexo e felicidade, podemos desenvolver e organizar intervenções específicas na saúde sexual dos idosos, um segmento crescente da nossa população”, diz Adrienne Jackson, autora da análise e professora da Universidade Agrícola e Mecanica da Flórida, nos Estados Unidos.

O estudo foi feito a partir de um levantamento da General Social Surveys – uma pesquisa de opinião pública que foi conduzida nacionalmente em 2004 com pessoas de mais de 18 anos de idade.

Sexo não é proibido na terceira idade. É importante não ter vergonha ou pudores impostos pela sociedade. Tenha uma vida sexual ativa na terceira idade também! Confira agora 15 dicas para se manter ativo sexualmente na terceira idade!

Leia também: Aumento da expectativa de vida traz novos desafios em saúde

  1. Seja compreensível com você mesmo e com seu (sua) parceiro (a). Tente, ao máximo, aproveitar o momento sem se prender a exigências e cobranças, elas não ajudam a manter uma vida sexual ativa e saudável.
  2. Inove e experimente! Não há nada de errado em conhecer novas sensações e prazeres, portanto não tenha medo do novo.
  3. Procure se concentrar no momento presente. Não adianta nada ficar comparando o que acontecia há anos atrás e a situação atual. As coisas são diferentes, mas isso não quer dizer que não serão boas.
  4. Esteja aberto (a) a tentar quantas vezes for preciso.  As coisas podem não sair exatamente da forma que vocês esperam. Por isso, é importante deixar a frustração de lado e tentar outra vez.
  5. Procure perceber o (a) seu (sua) parceiro (a):  o que gosta e o que não gosta, se está gostando do momento ou não.
  6. Esteja bem alimentado e, principalmente, hidratado (a).
  7. Pratique uma atividade física regularmente. Isto dará disposição ao corpo.
  8. Se necessário, faça uso de lubrificantes. Eles facilitam a penetração e a tornam mais prazerosa.
  9. Conversar é muito importante, pois assim o casal poderá se entender e melhorar a sua vida sexual.
  10. Cuidado com o uso de medicamentos. Muitos prometem coisas maravilhosas, mas lembre-se que medicamentos devem ser tomados apenas sobre supervisão médica.
  11. Faça exames para saber como anda a sua saúde. Muitas vezes o desempenho sexual pode estar relacionado à algum problema de saúde.
  12. Mesmo na terceira idade e com parceiro fixo, não deixe de usar preservativo. A camisinha é recomendada para relações sexuais em qualquer idade.
  13. Não abra mão do beijo e do carinho. Eles são importantíssimos no momento do sexo.
  14. Recupere ou aprimore o romantismo. Decorar o espaço, meia luz, lençóis confortáveis e limpos e massagem. Tudo isto cria um clima de romantismo e cumplicidade que faz inesquecíveis os momentos a sós.
  15. Não se prenda aos estigmas da sociedade, o sexo não é proibido e não é uma piada para a terceira idade.

 

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here